Edição:  
    Tecnologia

    Biochip: implante na mão promete vida sem chave, cartão e senha

    Você já imaginou como seria bom abrir a porta de casa, liberar a catraca da empresa ou pagar uma conta sem chave, cartão ou senha? Alguns brasileiros já conseguem fazer isso só com a aproximação de uma das mãos - e eles não são mágicos.

    O segredo está na tecnologia. Esses usuários possuem um chip do tamanho de um grão de arroz instalado entre o polegar e o indicador. De modo geral, o biochip, como é chamado, é dividido em duas partes: uma memória, que funciona como um pen drive, onde são armazenados arquivos, como cartões de visita e informações de saúde; e outra criptografada, onde ficam as senhas e os códigos de acesso.

     

     

    A tecnologia ainda é restrita no Brasil, mas já ganhou adeptos no país. Antonio Dianin, é executivo-chefe da Project Company, uma das empresas que produz o implante e o vende por aqui. Dianin foi um dos primeiros brasileiros a colocar o biochip, e já encontrou algumas finalidades para o bichinho. "Eu uso muito para compartilhar meu cartão de visita, encosto o implante no smartphone da outra pessoa e aparecem os meus contatos e meus perfis em redes sociais", diz Dianin.

     

    O chip realiza suas ações por NFC (Near Field Communication), padrão de comunicação sem fio que permite a troca de dados em curtas distâncias. A maioria dos smartphones já conta com a tecnologia - e algumas maquininhas de pagamento também oferecem o recurso - mas adaptar casas, veículos e empresas, por exemplo, é uma tarefa que ainda deve demorar um pouco para acontecer, pois plaquinhas de NFC deveriam ser importadas e instaladas nesses lugares.

     

    Fonte: https://tecnologia.uol.com.br/noticias/redacao/2018/04/10/biochip-implante-na-mao-promete-vida-sem-chave-cartao-e-senha.htm

     

    Colaboradora do artigo: Maria Adriana Balaminut – TBr Web