Edição:  
    Tecnologia

    Inteligência artificial é capaz de prever câncer de mama com anos de antecipação

    Método desenvolvido por pesquisadores americanos é capaz de detectar padrões sutis de câncer, antecipando a prevenção e cursos de tratamento.

    Pesquisadores do Instituto de Tecnologia de Massachusettes (MIT) e do Massachusettes General Hospital, instituições localizadas em Boston, nos EUA, desenvolveram um modelo para a prever e detectar o câncer de mama anos antes da sua manifestação.

     

     

    Utilizando-se de inteligência artificial, os pesquisadores de ambas as instituições testaram a nova tecnologia com dados provenientes de 90 mil mamografias realizadas de 2009 a 2012 e derivadas de mais de 6 mil pacientes do Massachusetts General.

     

     

    O sistema de inteligência artificial foi capaz de detectar padrões tão sutis que não eram visíveis ao olho humano por mais capacitado e treinado que ele fosse, permitindo maiores chances de prever o desenvolvimento do câncer nos tecidos mamários.

     

     

     

    Pesquisadores identificaram o câncer de mama em uma mulher quatro anos antes (esquerda) de ele se desenvolver (direita). (Foto: MIT)

     

     

     

    Enquanto as técnicas tradicionais de prevenção podiam prever até 18% dos casos de pacientes de alto risco, a inteligência artificial foi capaz de alcançar o patamar de 31%, constituindo em uma melhora significativa em prol da prevenção. A tecnologia permitiu ainda conhecer riscos individuais de cada paciente, informações que podem ser usadas para customizar programas de prevenção.

     

     

    Além disso, a mamografia tradicional ainda tem base em faixa etária e o exame recomendado ocorre somente a partir dos 40 anos. Com o novo método, isso pode mudar: os pesquisadores dizem que a descoberta pode permitir que no futuro as mamografias possam ser usadas para identificar outros problemas de saúde, como doenças cardiovasculares e outros tipos de câncer.

     

    Fonte: glo.bo/2CK72To